Receitinha: Barriga suína com maçã verde.

Já deu pra perceber várias vezes o quanto eu gosto de carne de porco, né? Pois é! A infinidade de sabores que podem ser combinados a essa carne e sua versatilidade têm lugar cativo no meu coração. Sem falar da praticidade e preço, rs.

Pra quem tem preconceito com carnes com muita gordura, essa é a chance de desconstruir. Gordura traz suculência e, pasmem: sabor. Portanto, nem pensar em retirar a gordura desse corte de carne, ein! Ela ficará para baixo durante a cocção, portanto não ficará totalmente em contato com o restante. Mas posso dizer? Essa pele pururucada é algo SURREAL.

No dia que fiz esse prato, fiz para minha marmita de almoço do dia seguinte (olha a versatilidade aí), mas ele fica perfeito para um jantar com os amigos ou até uma comemoração em família (olha o dia das mães chegando aí!).

Portanto, vamos direto ao ponto pois estou com a boca cheia d’água só de lembrar dos sabores dessa receita, rs.

Ingredientes:

(Para 4 pessoas)

  • 1kg de Barriga suína com pele
  • 2 cebolas roxas grandes
  • 1 maçã verde
  • 3 dentes de alho
  • Pimenta do reino à gosto
  • Sal à gosto
  • Ervas como manjericão, alfavaca, alecrim, etc.
  • 1 xícara de vinho de boa qualidade (opcional)

Modo de Preparo:

Comece secando bem a pele para que ela fique crocante e coloque a peça de carne com a pele para baixo, em uma assadeira (minha peça veio cortada, o que facilitou o preparo dessa forma, mas se usar o pedaço inteiro, coloque com a pele para baixo). Tempere com o alho, ervas, sal e pimenta, e deixe descansar por pelo menos 2 horas. Quem quiser também pode adicionar raspas de limão, outros tipos de pimentas e temperos, quanto mais sabores, melhor.

Receitinha: Barriga suína com maçã verde.

Continue Reading

Fajitas de frango com tortillas

Não sei se dá pra perceber, mas tem semanas que eu sofro aqui pensando na receita

que farei. São tantas ideias, tantas sugestões que confesso que de vez em quando me perco

um pouco, e dessa vez foi o que aconteceu. Prometi que faria uma receita no feriado, para

aproveitar a visita de uma amiga querida que sempre fala tão bem do blog, mas com a correria

acabou não rolando. Foi então que fui postergando até o limite do tempo e acabei

aproveitando que jantaríamos juntas no aniversário de uma outra amiga para por em prática o

prato de hoje.

E não foi fácil decidir a receita viu?! Com quase todo mundo de casa de dieta fui

obrigada a optar por algo mais leve mas que deixasse todo mundo satisfeito, e ainda por cima,

que combinasse com o prato obrigatório dos jantares daqui: salada!

Há tempos eu já vinha ensaiando de fazer essas fajitas e sempre enrolava. Tenho uma

lista de receitas que quero testar e ela estava no topo, mas sempre ficava pra depois. Foi então

que de ontem não passou, rs.

O maior desafio era fazer as tortillas, afinal, sou péssima com qualquer tipo de massa

que precise ficar fina na frigideira, e olha, foi desafio mesmo viu? Por isso sugiro que quem não

quiser ter esse trabalho opte por tortillas prontas ou o rap10 que é mais fácil de comprar e

mais acessível. Até massinha de pastel pronta deve resolver bem, basta que ela não fique tão

crocante pra que dê para enrolar.

Ingredientes:

(Rende 2 porções)

Frango:

  • 250g de peito de frango
  • 1 dente de alho amassado
  • 3 colheres (sopa) de azeite de oliva
  • Páprica Defumada a gosto (usei picante)
  • Sal
  • Pimenta do reino
  • Molho de pimenta (se achar necessário)
  • Molho inglês
  • 1 cebola roxa
  • 1 pimentão pequeno
  • Cebolinha e Coentro (ou salsinha) a gosto

Massa:

  • 2/3 xícara de farinha de trigo comum
  • 1/3 xícara de farinha de trigo integral
  • ½ colher (chá) de sal
  • 2 colheres (sopa) de óleo de canola
  • 1/3 xícara (80ml) de água morna
  • ¼ colher (chá) de fermento químico em pó

Modo de Preparo:

Tempere o frango como de costume e deixe marinando, os ingredientes citados na

lista são mais específicos para essa receita, mas um tempero de frango comum acompanhado

de um toque picante já resolve bem. Acrescente o azeite e o molho inglês e deixe marinando.

Processed with VSCO with 4 preset

Enquanto o frango marina, prepare a massa: junte as farinhas, o sal, e o fermento e

misture. Acrescente o óleo e a água e misture bem até que a massa fique lisa e elástica. Sove

bem a massa e deixe descansando por cerca de 30min em temperatura ambiente, tampada

com filme plástico. Divida a massa em partes iguais e abra-a em forma de círculo, com um rolo

em uma superfície lisa e enfarinhada. Aqueça uma frigideira antiaderente e grelhe cada tortilla

até que ela tenha manchinhas de queimadinhos, que dão um sabor a mais. Deixe esfriar para

que fiquem crocantes.

Após fazer todas as tortillas, aqueça azeite, junte a cebola e o pimentão cortados em

tiras e refogue até que fiquem macios. Acrescente o frango e a marinada e cozinhe até que o

frango doure e esteja cozido por dentro. Coloque um poquinho de água para soltar os

queimadinhos da panela e encher mais ainda o frango de sabor. Sirva imediatamente.

Quem quiser uma opção mais leve, use o frango como ingrediente de uma salada,

deixe apenas que esfrie e misture às folhas. Com certeza o conceito de que salada é sem graça

mudará automaticamente, rs.

Já devo ter dito por aqui que odeio pimentão, né? Mas para não perder as

características marcantes do prato resolvi usar. Confesso que não comi, deixei tudo de

lado, rs. Se você também não gosta, uma sugestão é usar um tomate bem firme

cortado em tiras, ou ainda retirar a pele do pimentão queimando-a diretamente na

boca do fogão e em seguida imergindo em água bem gelada, a pele soltará facilmente.

Dizem que o sabor forte está ali, nas sementes e na parte branca que fica dentro dele,

então vale o teste.

Quem fizer essa receita conta pra gente, é uma ótima dica para um jantar

preguiçoso que não deve deixar de ser gostoso! Marca a gente no @eu_capitu e conta

mais sobre o que achou dessa receita!

Beijos, Jana.

Continue Reading

Receitinha Festiva: Salada de Risoni com Bacalhau

Semana santa chegou e com ela, as receitas de bacalhau estão bombando pela internet. Para quem tem tradição de bacalhau na páscoa sabe que o mais comum são receitas como Bacalhau Gomes de Sá, bacalhau com batatas, bacalhau confitado, entre outros, mas este ano trago uma sugestão bem mais levinha e diferente.

Você provavelmente está se perguntando o que é risoni, não é mesmo? Conhecida também como orzo, é uma massa em formato de arroz, muito utilizada na culinária italiana em pratos mais leves e sopas. Há muito tempo tenho visto receitas com essa massa e quando achei no supermercado, fiquei pensando em combinações possíveis para uma receita leve e saborosa, sem que perdesse o charme de datas festivas.

Nesse prato usei o bacalhau vendido em lascas, pois considero mais rápido para dessalgar, mas isso fica a critério de cada um. E para o bacalhau alguns ingredientes são essenciais, entre eles azeite, cebola e azeitona. Há quem use pimentões, mas como não gosto, usei tomates cereja coloridos, para que substituísse a cor que os pimentões acrescentam e dar um toque adocicado e delicado ao prato. Ou seja, além do comum, como sempre reitero aqui, use ingredientes que você gosta.

Ingredientes:

  • 500g de bacalhau
  • 250g de risoni
  • 1 cebola roxa
  • 1 cebola branca
  • 2 dentes de alho
  • Tomates cereja a gosto
  • Azeitona à gosto
  • Sal (se necessário)
  • Pimenta do reino
  • Salsinha ou Coentro (ou os dois, rs)
Continue Reading